quinta-feira, 19 de junho de 2008

O Menino Mentido

O menino mentido
Não precisa de mais nada
Sem oxigênio

O menino mentido
Não existe
De verdade

Ele nunca imaginou as coisas como eram
O menino com a visão fantasticamente distorcida

O menino mentido existiu por dois segundos
Ele lambeu lágrimas e beijou sorrisos

O menino mentido mentiu
Para fazer alguém sorrir

O menino mentido é um bostinha
E fez alguém chorar

Ele é tão pequeno
E suas coisas, e suas escolhas...

As coisas arranham
As ruas queimam
Pessoas não prestam

Ele não presta
E todo mundo é bonito
Mesmo não prestando

O menino mentido não existe
Ele mora na caixa
Lembra ou
Pensa que pensa.

O menino mentido tentou tudo que queria e não podia

E sucumbiu à sua própria inexistência.

Nenhum comentário: