segunda-feira, 25 de agosto de 2008

...uma participação especial da Marida no blog =D ...

Hoje temos uma participação especial aqui!
É da minha Marida Olga!
aí vai pessoas alienígenas!



Tentei colocar a mão na frente, era tarde, só deu pra mirar no chão.


Em meados de agosto estava eu caminhando numa calçada da cidade, perdido na escolha do meu almoço quando ele começou a subir.

Ele estava quieto, dormindo enroscado como um gato no meu pulmão (ou seria fundo do estomago?).

Não poderia precisar a parte interna do meu corpo, pois tenho uma sensibilidade espacial terrível (quanto mais interna, quando estou impossibilitado de usar todos os fatores sensoriais)

Mas ele não se importava com isso, até achava graça e enquanto se espreguiçava do seu sono soturno, comecei a sentir os efeitos incontroláveis.

Os olhos enchedo-se de lagrimas, todos os músculos travando de forma involuntária, a sensação que ele está subindo pela garganta com tanta força que é possível me virar pelo avesso quando pular da boca,como um rojão de festa junina.

Tentei colocar a mão na frente, era tarde, só deu pra mirar no chão.

Rápido demais para pensar, os olhos espremidos, e o espirro afundou os pedregulhos do chão, me lançando para cima, tão alto que via os telhados das casas.

Subi cada vez mais, tendo uma vista panorâmica da cidade e cercado de nuvens.

Começou a esfriar e desisti de gritar, a idéia de colidir com um avião começou a me preocupar.

Balancei meus braços virando o corpo para os lados para dar uma conferida.

Olhei para cima: ”Puxa acho que aquilo é o espaço.”

Pensei em como ficaria sem ar e morreria.

Pensei em como ficaria frio e morreria.

Pensei em como ficaria sem gravidade e morreria.

Pensei em chorar feito um bebê. Mas as lagrimas que encheram meus olhos eram ardidas e de resistência a ele.

Senti novamente o lugar indeterminado das minhas entranhas se contorcerem e ele subir como um jato mortífero.

Tentei segurar, achei que podia explodir minha cabeça, olhei uma ultima vez o cosmos tão próximo (como nunca!)e ele saiu.

Fui jogado para trás em direção a terra com toda a força.

Entrei um metro e meio na calçada e destruí o asfaltamento da quadra.

Levantei meio atordoado e dolorido.

Meu relógio bateu uma hora: tudo bem, perdi a fome mesmo, voltei pela rua vazia pensando em arrumar um atestado para faltar no trabalho.


By Olga Usui.

MsN sobre as modernidade

Luana- diz:
vi o batman ontem......
Luana- diz:
partidão o coringa
Andressa diz:
nossaaaaaa *_*
Andressa diz:
viu a parte do lapis???
Andressa diz:
como ele é bom na mira??? dexo o batmam no chinelpo
Luana- diz:
yeahp
Luana- diz:
entro em mim aqilo
Andressa diz:
ahahaha
Andressa diz:
ade nao
Andressa diz:
nossa
Andressa diz:
um amorr



"...fica co coringa dentro da cela pior qe o caniba..."



Hó hó hó


Pelo menos o Jhonny Rotten ta vivo.
E com dentes.



.... Rico?????? Rico é o Batmam.
... não é tipo... o Wosgrau...


.