segunda-feira, 17 de agosto de 2009

Despretensiosamente

Ser enganado com doces pelo menos é gostoso.

As coisas não valem tanto assim

Alguns tesouros não valem nada. Só na tua cabeça, meu bem, eles brilham polidos com cuspe. Cuspe cerebral.

Logo entregarei o escrito: "Como viver sem constrangimentos". Algo muito útil para se levar por aí. Despretensiosamente.

E como é mais válido não prolongar martírios sem sentido.



Demonstração gratuita de vagabundagem.

Despretensiosa.

Mente.

2 comentários:

Anônimo disse...

ei! eu conheço essa foto..tah no teu flickr (:

Vinicius Colares disse...

Ótimo, texto bem nonsense, e ao mesmo tempo cheio de significados, não sei se isso é possivel, mas foi o que achei, hehehehe!