quinta-feira, 13 de agosto de 2009

Lição de Vida. A pedidos.... hoho

Texto produzido a partir de tema proposto por Paulo: "Escreva um texto com lobisomens alienígenas gays fazendo isso tudo aí". E aí está o texto:


Era uma vez um Lobisome Alienígena Gay que fazia tudo que você pode imaginar. E quando eu digo tudo, digo que você ficaria surpreso!

O peludinho em questão, era muito esclarecido sobre as coisas da vida, como também das da morte. Andava para os lados sem problemas, como se estivesse em elevadores laterais imaginários.

O problema, é que apesar de ser super prafrentex , cabeça aberta, hype e século XXI, ele tinha um problema: ainda assim, sofria das coisas do coração. Além de ser hipertenso, era dramático.

Pobre, se emocionava ao ver as larvinhas de Aliens explodindo vorazmente o peito de seres humanos e saindo para uma corrida logo em seguida, para depois, atacar novamente.
- Ohh, você pode imaginar espetáculo mais bonito que este??? – dizia emocionado.

Porém, ainda mais coisas afligiam a vida de nosso estimado amigo: ele amava! Oh sim, como todos os seres viventes do universo, em todas as letras de pagode, o Lobisome Alienígena Gay tinha uma alma gêmea. Pelo menos, ele achava que tinha.

O problema era que, sua alma gêmea, era um dos filhotinhos aliens vorazes cuspidores de ácido que viva a tocar horror por aí. Pois como vocês se lembram, ele era um Lobsome Alienígena Gay, mas o que não foi revelado, que era ainda por cima, pedófilo.

Não é de se estranhar que tal fixação, causou ao nosso amigo prafrentex muitos problemas, além de burburinhos incontroláveis na comunidade trevosa galáctica, devido ás criticas inflamadas que provinham da associação de pais e mestres trevosos galácticos.

Mas o Lobsome Alienígena Gay, decidiu ignorar todas essas manifestações de uma sociedade hipócrita e opressora, e fazer o que dizia seu coração! Decidiu correr atrás de seu amor verdadeiro, decidiu ir atrás daquele juvenil alienzinho que estava a mil!!

Para sua infelicidade, o alienzinho vistoso, não estava tão afim dele, e lhe atirou um jato de ácido, vorazmente, na cara.

- Lazarento, me cegaste!!!! Foi a última coisa que ouvimos de nosso amigo homotrevosointergaláctico.

Realmente foi um final infeliz para o tio. Mas que sirva de lição, para tantos outros tios Lobsomes, comunidade trevosa inter-galactica a fora.

“As vezes, melhor dexa queto. E que usem máscaras.”

2 comentários:

Luana disse...

Uhulllllllllllllll}}
isso ai meo!!!!! acido neles!

Anônimo disse...

Menos lição de moral, mais bizarrice.