quarta-feira, 19 de agosto de 2009

Esperar e odiar

Você só precisa perceber como isso é estúpido. É tão estúpido. Há tantos sinais e há tanto tempo.

Tão obvio que você morre de vergonha, só de pensar.

Nunca deu certo, de qualquer maneira. Só para relembrar seu passado pessimista, uma roda cinzenta que não chega a lugar nenhum.

À noite as coisas funcionam de trás para frente. Eles precisam girar o botão para ligar-la, para alguma coisa funcionar dentro de sua carcaça apática.

Há coisas que não devem ter continuidade. São instantâneas. Uma vez e tudo estará acabado.

Não existe tempo além do espaço desenhado que você tanto esperou. Aqueles minutos que você tanto espera, imagina, e você sabe, não vai sobrar mais nada.

Nós odiamos esperar por isso.

Ela odeia esperar por isso.

Eu odeio esperar por isso.

Ele me odeia.

Eu te odeio.

Eu te odeio.


Eu te odeio por existir e sorrir pra mim.

=D

Eu realmente te odeio.

^^

.

Sente do meu lado, nós somos amigos! E você não pode imaginar como isso é realmente divertido.

A qualquer hora, você sabe, a qualquer hora isso vai acabar com tudo. De novo.
.

15 comentários:

Eduardo ^^ disse...

gostei mt do texto

vou seguir seu blog

se puder passa no meu rapidinho

=s

http://oarlecrim.blogspot.com/

Maurício Moreira disse...

pelas palavras gostei muito do blog =D

Dú Esperanco disse...

muito bom.
e o mais triste, é que algumas coisas na vida são feitas para durarem como faíscas instantâneas, um relâmpago, só uma vez...

Gutt e Ariane disse...

Bom, se a oportunidade surge, pq não fazer? Vai saber se teremos outra chance...

Leon K. Nunes disse...

Eu gostei do que você escreveu, achei cru, fiquei curioso pelas tuas influências e olhei no seu perfil, são interessantes, Poe, Rimbaud, não somente literárias sabe, Dead Kennedys, nós temos uma formação parecida. É um paralelo que me faz entender o que tu chama de estúpido, porque faço o mesmo. E como dissesse: qualquer hora isso vai acabar com tudo. De novo.

Just like honey disse...
Este comentário foi removido pelo autor.
Just like honey disse...

de-me um calibre 12 e curarei os enfermos... hihihi

Priscila disse...

só nos sabemos os porque de certo textos que escrevemos, ;)


www.nossasblonicas.blogspot.com

Alessandra Santos disse...

Seu texto permite que o leitor faça associações diversas. Sua indecidibilidade o torna ainda mais interessante. Adorei!

BarelyEly disse...

eu curto o lado pessimista-realista do ser. o otimista sempre se ilude. mas talvez se esconda em nós (pessimistas-realistas) uma esperança única que não conseguimos carregar para o campo da razão.

Perito disse...

Odiar é uma atividade única...

Ego tripping disse...

Realmente como disseram acima, o ódio é uma paixão e tanta

Just like honey disse...

e na enkete eu votaria a do pekeno principe

marília disse...

Cadê o do rato no tópe faive????

Andressa m disse...

Vo procura o pequeno principe. O rato vai aparece.
Abraço Faustão hohohoho