segunda-feira, 28 de junho de 2010

Angústia juvenil nunca soou tão bem produzida...


O coro de vândalos ensaia perto da minha casa todo dia depois das três da madrugada. Eu canto junto, baixinho, olhando pela janela. Disseram pra ela um dia que o sorriso era uma medida preventiva contra o pranto, então ela se juntou ao coro, tem fama de ser a melhor solista. Eu gosto de imaginar ela dentro de um labirinto enorme, feito de grandes pedras de gelo que não se derretem. E ela está abraçando a si mesma e correndo na direção contrária a que acha que é a saída mais próxima.


A música de hoje se chama, "Pelo menos ele morreu como gostava, batendo em carros parados em um estacionamento". Posso sentir daqui da janela como a música é interpretada com emoção, ainda que a orquestra de pára-brisas sendo quebrados dá a melodia algo de perturbador. Angústia juvenil nunca soou tão bem-produzida...


O fato é que senti saudades.



postado por Here comes Johnny Yen again...



Texto encontrado, tirado, copiado e colado.
Originalmente postado no extinto blog: www.eupensodevagar.blogspot.com

terça-feira, 22 de junho de 2010

Despacho

Só precisava de uma coisa pra descontar toda sua raiva.

Uma coisa que pudesse ser marretada, destruída e queimada.

Só precisava de uma coisa que pudesse receber toda sua dor.

Costas, cabeça, estômago, garganta e ouvido.

Só precisava de uma coisa que em troca lhe desse toda a atenção.

Centro do mundo, seu umbigo.

Só precisava de uma coisa que recebesse todos os pecados do mundo.


Um ralo para onde escorresse tudo


todo o sangue e toda glória

agora e para sempre

amém.